Livros que você precisa ler

Babakat

capa-babakat1

Babakat – Ed. Barravento – 1991.

Irã

(1960)

Este é o terceiro volume da tetralogia que ficou conhecida como Bosch e, para a maior parte da crítica, o ápice da série. Bakakat começa onde Matrapi termina. Mestre Tabriz já não controla a sua telepatia, Azeris morreu eletrocutado, Namazie está louco e Shapour preso em um livro. A dinastia apocalíptica de Mahjouh invade o palácio de Krispan e rouba o segredo de Ansaari. Os personagens de Shohreh Azfali são tão bizarros que se tornam hiperreais para os leitores de hoje, que aprenderam a ler com comics americanas. Esse volume é superior porque o narrador imagina uma lógica para o que não tem lógica, subvertendo tudo aquilo que até então parecia ser levado a sério pelo autor. A telepatia de Mestre Tabriz, neste livro, funciona como uma metáfora da liberdade de pensamento. A morte (nesse caso a do personagem Azeris) é uma metáfora política para a ausência de liberdade. Na tetralogia, Azfali tenciona examinar a inabilidade da linguagem para expressar a imaginação criadora. No volume seguinte, Akum, o autor parece criar uma prosa mais libertadora. Na verdade a mudança de pulsão narrativa do autor parece ser a maior aventura deste livro. O fim mais parece uma piada: toda a aventura se passava na imaginação de uma criança de 8 anos a brincar com seus bonecos.

Trechos:

“Lá fora é tudo tão, tão mentiroso, Namazie.” (Pág. 46)

“Eu não sou um X-Man.” (Pág. 189)

“De repente, um duplo ataque psiônico fez Mestre Tabriz recuar e gritar de dor. Mamãe  também gritava.” (Pág. 357)

O autor durante o lançamento da edição brasileira na Flip de 1991.

O autor durante o lançamento da edição brasileira na Flip de 1991.

Tradução: Clemildo Baptista.

Anúncios

3 comentários em “Babakat

  1. Alysson
    15/11/2008

    Ele parece o Abbas Kiarostami… vai ver é tudo parente. Vai ver tem pouca variação de DNA praquelas bandas do mundo…

  2. Danilo
    18/11/2008

    Porra! Eu tô lendo esse livro e agora você contou o final!!!

  3. Teno da Silva
    20/05/2013

    Da-lhe Berna.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 13/11/2008 por .
%d blogueiros gostam disto: