Livros que você precisa ler

Acidente

Semih Çelozöglu

Acidente– 2012 – Ed. Barravento.

Turquia

A literatura turca apareceu para o mundo com o Nobel de Orhan Pamuk em 2006. No bairro de Barbès, em Paris, um outro turco trabalhava em silêncio. Mas Semih Çelozöglu passaria em branco na literatura mundial não fosse o crítico literário bogotano Julian Cardoni. Ao ler, no táxi conduzido pelo primeiro, o manuscrito de Acidente enquanto estava preso em um engarrafamento, Cardoni exclamou: “É um livro irresponsável”. No romance estoura uma guerra. Aos poucos, as pessoas começam a desaparecer. Depois os lugares, os objetos, os animais. E, por fim, as palavras. A realidade de Semih Belozoglu é uma mentira mais verdadeira que qualquer fato. O romance é escrito com o menos número possível de palavras numa repetição infindável da mesma oração. Uma prosa ainda não domesticada que, segundo o crítico Nicolás Glambott, “foge da página”. Um fluxo que conduz, inevitavelmente, ao fim. Çelozöglu nunca deixou de dirigir táxis embora tenha ganho o prêmio Girard com este romance publicado na França em 2010.

Trechos:

“Estourou a guerra. Estou aqui, na guerra. Na guerra estou vivo, ainda sou um homem, mas escuto os bombardeiros longe, na guerra.” (Pág. 05)

“Estou numa guerra. Sou homem vivo e escuto as bombas longe.” (Pág. 37)

“Estou. Sou homem? Sou bombas…” (Pág. 85)

“Estou? Bom! Bom!” (Pág. 110)

Tradução: Nadir Barreto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 04/05/2012 por .
%d blogueiros gostam disto: