Livros que você precisa ler

Alguma coisa diferente narrada de uma maneira imperceptível – Posfácio.

Figueroa Salcedo

Alguma coisa diferente narrada de uma maneira imperceptível– 1987 – Ed. Maipú.

Chile

(1958-1981)

Com uma câmera especial, um ex-estudante de arquitetura recém-chegado* à capital capta imagens dos olhos dos amigos e as projeta em balões gigantes espalhados pela Avenida Bernardo O´Higgins. O palácio de La Moneda atacado por globos oculares gigantes. A Plaza de Armas vigiada por um deus de gás hélio. Esse homem se chama Martín e vai ser preso. Ele, que não guarda nenhuma foto dos seus pais já mortos, vai desenhar com lápis e papel contrabandeados os rostos dos seus torturadores. Um livro completamente escrito no tempo verbal Futuro é uma ficção científica? Uma ficção? Um documento do que ainda vai acontecer ou do que já aconteceu e se repete sempre? Assim é esse Alguma coisa diferente narrada de uma maneira imperceptível, do chileno Figueroa Salcedo. “Um livro sobre a preocupação do que será dos nossos corpos”, segundo Julián Cardoni, crítico literário de Bogotá que escreveu o posfácio (chamado de Posfácio do posfácio) já que o próprio livro foi classificado pelo autor como um posfácio. Todo o livro. Será que o termo se referia à própria vida do autor, que seria “o livro”? Isso nunca será respondido, já que o autor se suicidou depois de terminá-lo. O que importa é que os balões com olhos gigantes ainda estarão voando por aí por muito tempo.

Trechos:

“O menino nunca contará a ninguém sobre os pelos que crescerão no seu corpo. O corpo nunca contará ao menino que um dia vai deixar de ser seu.” (Pág. 23)

“O tempo se contrai. Como um rato morrendo ou um isopor ao fogo.” (Pág. 37)

“A língua vai me vingar.” (Pág. 97)

“Está escrito assim esse posfácio.” (Pág. 120)

*Recém-chegado no sentido kafkiano da palavra Ankömmlinge. O estrangeiro que não conhece os costumes e a moral e sequer habita um mundo.

Tradução: Antonio Marcos Pereira.

Anúncios

2 comentários em “Alguma coisa diferente narrada de uma maneira imperceptível – Posfácio.

  1. Marco Polli
    18/07/2012

    Figueroa Salcedo fará falta. Gostei muito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 23/05/2012 por .
%d blogueiros gostam disto: