Livros que você precisa ler

Tudo que não existe é Deus

TudoQueNaoExisteLubos Jakubko

Tudo que não existe é Deus – 1878 – Ed. Lotus.

Bratislava, Império Austro-húngaro, atual Eslováquia.

(1846-1907)

O que poderia ser uma alegoria fácil, aos poucos, se transforma numa mutação, um jogo de desesconder, um câncer de significados. Em tudo que não existe é Deus, conhecemos a história de Jan Kopunek, um garoto que descobre ter a alma maior que o corpo. O garoto Jan empresta um pouco da sua alma aos amigos que reclamam a posse definitiva sobre ela. Cada vez mais habitantes da aldeia trocam e vendem nacos da alma do pequeno Jan. A alma, uma moeda de troca, acaba por faltar a todos. A pequena fábula de Jakubko parece estar sempre nos advertindo: Mefistófeles somos nós, Mefistófeles são os outros, como um relógio que não para de acusar. Mas isso seria simplista. A pequena fábula de Jakubko parece também oferecer (e ainda mais: possuir) leituras marxistas. Mas isso seria risível. O texto já foi apontado como antecipador de Kafka (nada é permitido aos corações difíceis), mas o escritor tcheco nada tem com isso. O texto foi exumado como uma parábola sobre a existência de um Deus. Isso também foi devorado. Botânico como seu único precursor*, o franco-alemão Adelbert Von Chamisso, Lubos Jakubko escreveu este livro ainda jovem, ao coletar espécies de flores raras na Patagônia argentina, e só quis dizer uma coisa: deixem-me em paz.

Trechos:

“Jan Kopunek nasceu na aldeia de B… era só um garoto. Mas tinha a alma maior que o corpo.” (Pág. 07)

“…Se Ele existe, é, portanto, culpado.” (Pág. 82)

“A função da palavra é mudar Deus.” (Pág. 91)

“A lucidez sempre renuncia a si mesma.” (Pág. 115)

“Jan Kopunek, Jan Kounek, cresceu e tornou-se adulto. Mas o seu corpo, esse seu corpo, sempre foi menor que sua alma. Apesar dos outros habitantes da aldeia.” (Pág. 132)

*O crítico Julian Cardoni também aponta Kierkegaard como influência. Mas isso é só um grito desesperado.

Tradução: Marek Kovacs.

Anúncios

4 comentários em “Tudo que não existe é Deus

  1. Miguel Solano
    26/07/2012

    Tenho mania de comprar livros pela capa. Lá vai mais um. Hehehe

  2. Carlos Barbosa
    26/07/2012

    Cara, acabei de ler o post da Josélia. Genial, seu blog. Serei leitor assíduo e vou lincá-lo no meu bloguezinho. Belíssimas capas, também. Abraços.

  3. Bernardo
    30/07/2012

    Vai que é bom mesmo, Solano. Carlos, obrigado. Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 19/07/2012 por .
%d blogueiros gostam disto: