Livros que você precisa ler

501 bilhetes suicidas

501Bilhetes

Filho da filósofa Martina Villar e do poeta Andrés Girandoux, Santiago Girandoux estudou sociologia na PUC e atualmente trabalha como adido cultural na embaixada chilena na Guatemala. 501 Bilhetes Suicidas é seu primeiro livro publicado e tem, agora, tradução para o português feita por Antonio Marcos Pereira para a prestigiosa Editora Maipú.

Santiago Girandoux

501 bilhetes suicidas – 2016– Ed. Maipú.

Chile

(1976)

Trecho:

“Bilhete 1: Se me mato agora é com a esperança de que meu fantasma atormente vocês para sempre.

Bilhete 2: O livro não ficou bom.

Bilhete 3: Eu só queria insultar Deus.

Bilhete 4: Você não escapar de mim morrendo, sua puta.

Bilhete 5: Culpem a porra da curiosidade.

BIlhete 6: O assassino era eu.

Bilhete 7: Por egoísmo.

Bilhete 8: Me recuso a viver em um mundo onde não se lê Thomas Bernhard.

Bilhete 9: Yes, we can.

Bilhete 10: Quero ver me pegar agora.

Bilhete 11: Calem a boca!

Bilhete 12: Para que essa árvore dê um novo fruto.

Bilhete 13: Eu queria ser artista, mas não sabia pintar nem escrever.

Bilhete 14: Nunca vou aprender seu idioma, meu amor.

Bilhete 15: O bilhete quase em branco, como minha vida.

Bilhete 16: Responsabilizem meu professor de matemática da sexta série.

Bilhete 17: Camus, filho da puta!

Bilhete 18: Finalmente uma frase inspiradora.

Bilhete 19: Porque já escreveram esse livro antes.

Bilhete 20: Ok, assumo, não sei usar as vírgulas. Uso, agora, ponto final.

Bilhete 21: Amor, decidi te escrever.”

Tradução: Antonio Marcos Pereira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 18/01/2016 por .

Navegação

%d blogueiros gostam disto: